7 ago 2012

Pandora no veterinário

Cris

Agosto e setembro são os meses de dar os reforços das vacinas nos bebês. Isso inclui TODO MUNDO. Imaginem o pandemônio? :D E estava tudo combinado para levarmos todos no sábado que vem para o reforço da vacina contra raiva. Mas, já fazia alguns dias, a Pandora estava balançando a cabeça direto, como se alguma coisa em suas orelhas a incomodasse. Então marcamos para levá-la ontem no Broto (veterinário dos bichinhos agora).

Depois de examinada, o diagnóstico não teve nada de alarmante, é simplesmente a produção de cera dela (e da torcida do flamengo dos labradores) que é demais e acaba obstruindo o ouvido e gerando um processo inflamatório que pode chegar a uma infecção. Parece que foi simples, né? Pois imaginem uma cachorra que deu trabalho até conseguir ser examinada! Foram 33 kg de pura força e três marmanjos para conseguir dominá-la, uma piada. Ah, e depois ainda foi preciso fazer a primeira limpeza em suas orelhas e ouvido. Uma tragicomédia. Agora eu estou tendo que fazer a limpeza duas vezes por dia e sozinha… olha, não é uma tarefa nada fácil.

A sorte é que a Pandora é apavorada mas é mansa. Se quisesse tinha mordido todos nós e ainda saia mostrando a língua. Só que ela não faz isso, nunca fez… nunca teve ninguém em quem ela tivesse ao menos avançado, quanto mais mordido. Mas pelo menos a vacina anti-rábica dela já foi aplicada e, no sábado, serão “só” os 8 gatinhos para levar para passear no Broto. Depois conto detalhes de como foi. rsrsrs


7 mar 2011

Primeiro post da casa nova

Cris

Ainda estamos colocando as coisas em ordem. E acho que isso vai levar ainda algum tempo rsrsrsrs

Como não achei o carregador da máquina fotográfica (ainda!), não tenho um pingo de bateria para fazer fotos dos fofuchos. Mas o celular novo vai quebrar um galho enquanto isso não acontece.

Logo também vou colocar as atualizações sobre como foi a mudança, o transporte e a adaptação da Família Gatos e Pandora. Aguardem. Enquanto isso, vejam como estão à vontade os safadinhos… :D

"Mãe, apaga a luz para eu poder dormir!"

"Agora podemos ficar namorando na janela..."


12 fev 2011

Diário da mudança – 2

Cris

Socorro!!!!!!! É tudo o que eu tenho a dizer nesse momento. rsrss O caminhão que vai carregar a mudança chega amanhã e a casa está parecendo que saiu do olho de um furacão. Como a gente consegue guardar tanta tralha??? É uma ótima oportunidade para nos livrar de mais da metade dela, mas dá um trabalho que eu preferia não ter.

Desde que começamos, eu e minha filha, a empacotar e mexer nas coisas, a Família Gatos percebeu que algo de muito diferente está acontecendo. Hoje pela manhã, quando a bagunça se intensificou, eles deram sinais de estresse. Desde então, nós os colocamos na sala, onde nada foi mexido ainda, e os deixamos por lá. Melhor do que participar dessa zona generalizada. :D

Para o transporte, já providenciei as caixinhas que faltavam. Nós tínhamos 2 caixas de tamanho normal e eu comprei mais duas, uma no tamanho “Grande” e outra no tamanho “Meus Deus, como é grande!”. Como vamos em dois carros, no nosso e no dos meus pais, vamos dividi-los assim: no nosso carro vamos eu, meu marido, a Pandora, o Cisquinho e o Garfield na caixinha grande, e a Pretinha sozinha em outra. No carro dos meus pais vão eles, minha filha, a Nina e a Branquinha na caixinha “Extra Large” e o Kotó sozinho na outra. Essa divisão foi feita porque a Pretinha, o Garfield e o Cisquinho não se estressam com a Pandora. A veterinária também passou umas gotinhas para acalmá-los para a viagem. A partir de hoje à noite, também vou deixá-los em jejum para evitar surpresas desagradáveis na viagem.

Se eu tive coragem, tiro algumas fotos da bagunça mais tarde. ;)


10 fev 2011

Mudança à vista!! Diário da mudança – 1

Cris

Depois de outro longo inverno, cá estou eu. Fui para São Paulo, fiz o processo admissional e agora sou, oficialmente, uma funcionária pública federal. Uma professora, mais especificamente. A parte complicada disso é que foi tudo a toque de caixa. Quando me apresentei, fiquei sabendo que teria 15 dias para me desligar do antigo trabalho, achar uma casa para mudar, fazer a mudança estar lá dia 14 para iniciar os trabalhos. Correria?? Imagina, nem um pouco… rsrsrs

Pelo menos eu já tinha adiantado algumas coisas, entre elas, as vacinas de todos os filhotes peludos. Essa é uma medida importante, pois a mudança pode mexer muito com o sistema imunológico deles. Assim sendo, não é bom vaciná-los poucos dias antes da viagem ou enquanto não se sentirem à vontade no novo lar. A carteira de vacinação de todos está em dia e agora já podemos partir para a logística do transporte.

Estamos com tudo esquematizado para que sejam todos transportados de uma só vez. Seguindo uma dica que eu acho super válida, eles serão os últimos a sairem da casa. Na nova casa, vamos preparar um cantinho para que fiquem confinados por algum tempo até se familiarizarem com as coisas e poderem curtir a nova moradia. A casa nova é clara e espaçosa, acho que eles vão aprovar. Além disso, colocaremos telas de proteção nas janelas para que possam ficar abertas, o que não tínhamos na quase ex-casa.

A Pandora também vai sair no lucro, pois há um quintal imenso, com grama, terra  vários pés de fruta. Ela vai poder correr bastante e gastar essa energia acumulada que sobra dentro do ser dela. rsrs

Beijos e torçam pela gente. Ah, e me desejem força, pois as minhas estão meio no final. :D


13 jan 2011

Overdose de convívio

Cris

Ai, ai… já são duas semanas de casa vazia. Quer dizer, vazia de humanos e cheia de felinos. rsrsrs A Família Gatos e a Pandora estão tendo uma overdose de mim, já que não há outra pessoa para interagir com eles. Só meu marido, que vem nos finais de semana. Mas, durante a semana, somos eu e eles, eles e eu. Eu estou amando, claro. Não preciso dividir a atenção deles com ninguém. :P

Por outro lado, acho que pra eles deva ser um pouco sacal, pois eu não consigo fazer cafuné e dar a barriga para amassar pra todos ao mesmo tempo. Eles até fazem uma filinha e tudo o mais, mas alguém sempre acaba desistindo e indo embora. Agora, o duro mesmo é quando eu deito, bato na barriguinha (que eufemismo hahahaha) para o Kotó vir amassar e vem ele e o Garfield. É uma disputa acirrada! Como o Kotó é mais quietão e o Garfield mais espevitado, normalmente é o Kotó que desiste. E na hora de acordar então?!? Tem gato pra tudo que é lado na cama: no meu travesseiro, nos meus pés, nas minhas pernas, no meu criado mudo, uma delícia!

Para quem diz que sofre com solidão, eu recomendo uma coisa… ou melhor, várias coisas! Tenha gatos e cachorros. Ninguém fica sozinho tendo esses bichinhos por perto. Eles fazem companhia de formas diferentes, mas são gostosos igualmente. ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...