Gatos apaixonam :)

Cris

Ontem li um relato que me fez chorar!  A Rosana Caiado, que tem um blog no site Bolsa de Mulher, contou como foi a experiência de cuidar de um casal de gatinhos por 4 meses. Na realidade, pelas datas das postagens, ela ficou com eles mais de um ano… mas isso não importa. O que importa é ver a transformação de alguém que não entendia o amor das pessoas pelos bichos em um ser extramente apaixonado por essas bolinhas de pelos! Preparem os lencinhos… ;)

O relato lacrimejante da despedida, aqui.
O do dia da chegada, aqui.

Alguns trechos para degustar… :)

“Os gatos não estão se despedindo de mim, porque não sabem que vão embora. Vai ser no susto. Vamos todos passar uma noite difícil.
Uma vez passei 5 dias fora. Quando voltei, Nia ficou de pé na minha frente e disse: “miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau, miau”, sem parar. Me senti o Charlie Brown. A gata era a professora. Os miados, uma bronca por eu ter passado tantos dias fora. “Eu te entendo”, disse.”
“Choro alto no elevador. Subindo. Sensação de solidão aguda. É como se tivessem levado todos os móveis da casa, sofá, cama, mesa, cadeiras, cortinas, aparelhos eletrônicos. Agora sou só eu. E o silêncio. Com o tempo, o miado dos gatos tinha virado risada de criança.”
“Descobri uma vantagem de não ter gatos: preparar a mesa de café da manhã sem o perigo de eles subirem, lamberem o requeijão e roerem o pão. Outra vantagem: deixar o pão de forma em cima da geladeira e não dentro dela. Terceira: não existem três vantagens.
Nunca tinha entendido o amor das pessoas pelos bichos. Só quem tem sabe como é a relação com eles: amorosa como muitas pessoas (maioria) nunca tiveram. De uma entrega comovente. E agora?”
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Be Sociable, Share!

Deixe um comentário